Profissões possíveis com um diploma de Bacharel de Direito debaixo do braço

56 views 16:32 0 Comments 2 de maio de 2023
Coisas que você pode fazer com um diploma de Bacharel de Direito

Conheça 9 opções de trabalho para formados em Direito

Se você não quer exercer a advocacia, a recomendação é conhecer 9 carreiras no Direito que podem ser interessantes futuramente. Acompanhe!

1. Procurador

Um procurador é um profissional jurídico que atua como representante legal de uma pessoa, organização ou entidade em processos judiciais ou administrativos. O termo “procurador” é usado em diferentes sistemas legais e pode variar em seu significado e atribuições de acordo com o país e a área de atuação.

Em geral, um procurador tem a autoridade para agir em nome de seu cliente, tomar decisões legais, apresentar petições, fazer alegações e representar seu cliente perante tribunais, autoridades governamentais e outras partes envolvidas em um caso. O papel do procurador é defender os interesses e direitos de seu cliente de acordo com as leis aplicáveis e as normas éticas da profissão.

Os procuradores podem ser encontrados em diferentes áreas do direito, como criminal, civil, trabalhista, fiscal, ambiental, entre outras. Eles podem atuar tanto no âmbito judicial, representando clientes em tribunais e participando de audiências, quanto no âmbito extrajudicial, oferecendo consultoria jurídica, negociando acordos e redigindo contratos.

Em alguns países, o termo “procurador” também é usado para se referir a um cargo público, como o Procurador-Geral, que é o chefe do Ministério Público em determinadas jurisdições. Esses procuradores têm responsabilidades especiais, como supervisionar a aplicação da lei, investigar crimes e representar o interesse público em casos criminais.

É importante observar que as atribuições e competências específicas de um procurador podem variar de acordo com a legislação e a prática jurídica de cada país. Portanto, é sempre recomendável consultar as leis e regulamentos locais para obter uma definição precisa do papel de um procurador em uma determinada jurisdição.

Em prefeituras, o salário inicial pode ficar em R$ 7,5 mil. Nos estados, os ganhos podem ser superiores a R$ 20 mil. Na União, o procurador pode receber mais de R$ 25 mil. O procurador pode ser um funcionário concursado ou escolhido pelo governante para exercer um cargo em comissão (função de confiança).

2. Promotor de Justiça

É um membro do Ministério Público Estadual e tem como atribuição proteger os interesses da sociedade.

Um Promotor de Justiça é um profissional do campo jurídico que exerce a função de representar o Ministério Público em ações penais e cíveis. O Ministério Público é uma instituição autônoma e independente, presente em muitos países, cujo objetivo principal é zelar pelo cumprimento da lei e defender os interesses da sociedade.

O Promotor de Justiça desempenha um papel fundamental no sistema de justiça, sendo responsável por investigar e promover ações judiciais em casos criminais e também em casos que envolvem questões como direitos humanos, proteção ao meio ambiente, saúde pública, defesa do consumidor, entre outros. O promotor analisa as evidências apresentadas, coleta depoimentos, realiza diligências e decide se deve propor uma ação judicial com base na legislação aplicável.

Além de atuar na esfera judicial, o Promotor de Justiça também pode desempenhar funções extrajudiciais, como a promoção de medidas de conciliação, mediação e acordos entre as partes envolvidas em um conflito, buscando soluções alternativas ao processo judicial.

Cabe destacar que a atuação do Promotor de Justiça varia de acordo com o sistema jurídico de cada país, podendo haver diferenças na nomenclatura e nas atribuições específicas. No Brasil, por exemplo, os Promotores de Justiça integram o Ministério Público Estadual e são responsáveis por promover a defesa dos interesses sociais e individuais indisponíveis, exercendo o controle externo da atividade policial e atuando na defesa do regime democrático e dos direitos fundamentais.

Para exercer esse cargo, é necessária aprovação em concurso público de provas e de títulos, além de experiência anterior na área jurídica e inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB). A remuneração inicial é, em média, maior que R$ 20 mil.

3. Defensor público

Defensor público é um profissional do direito responsável por prestar assistência jurídica gratuita àqueles que não possuem recursos financeiros suficientes para contratar um advogado particular. Sua função principal é garantir o acesso à justiça e a defesa dos direitos fundamentais das pessoas carentes, que não têm condições de arcar com os custos de um processo judicial.

O defensor público atua em diversas áreas do direito, como direito de família, direito penal, direito do trabalho, direito previdenciário, direito do consumidor, entre outras. Ele pode representar seus assistidos em processos judiciais, elaborar peças processuais, realizar audiências, propor ações judiciais e atuar na defesa dos interesses de seus clientes.

Além disso, o defensor público também desempenha um papel fundamental na mediação de conflitos e na promoção de soluções extrajudiciais, buscando evitar a judicialização de questões que possam ser resolvidas de forma consensual.

A atuação do defensor público é regida por princípios como a independência, imparcialidade, igualdade, sigilo profissional e defesa dos direitos humanos. Sua atuação é essencial para garantir a igualdade de acesso à justiça e assegurar que todos tenham direito a uma defesa técnica e qualificada, independentemente de sua condição econômica.

Há defensorias públicas dos estados e da União. Nelas, o profissional tem como missão defender os que não apresentam condições financeiras de pagar por um advogado. O salário inicial de um defensor público pode ser maior que R$ 25 mil.

Essa função é exercida apenas por concursados. O processo seletivo envolve provas e apresentação de títulos. Também é necessário o diploma em Direito, inscrição na OAB e experiência de, no mínimo, 3 anos com atividades jurídicas.

4. Juiz

É uma das carreiras no Direito mais cobiçadas. O juiz pode atuar em nível estadual e federal e deve fazer a análise e o julgamento de processos que envolvem cidadãos, organizações e agentes públicos.

Um juiz de direito é um profissional do sistema judicial encarregado de tomar decisões e aplicar a lei em um tribunal. Ele ou ela é responsável por presidir casos e julgar questões legais com base nos fatos apresentados e nas leis aplicáveis. A principal função de um juiz de direito é garantir que as partes envolvidas em um litígio recebam um julgamento justo e imparcial.

Os juízes de direito são designados para diferentes áreas do direito, como direito penal, direito civil, direito trabalhista, entre outros. Eles analisam as evidências apresentadas pelas partes, ouvem os argumentos dos advogados e aplicam a lei pertinente ao caso em questão. Sua decisão é final e vinculante, a menos que seja sujeita a recursos em instâncias superiores.

Além de conduzir julgamentos, os juízes de direito também podem desempenhar outras funções, como emitir mandados de busca, autorizar prisões preventivas ou decidir sobre pedidos de liberdade condicional. Eles são responsáveis por garantir que o processo legal seja seguido corretamente, assegurando a justiça e a imparcialidade.

Para se tornar juiz de direito, geralmente é necessário ter formação em Direito e experiência na prática jurídica. Os requisitos específicos podem variar de acordo com o país e o sistema jurídico em questão. No desempenho de suas funções, os juízes de direito devem agir com ética, imparcialidade e seguir os princípios e procedimentos legais.

Para quem deseja ocupar essa função, é interessante estudar muito, porque o concurso é composto por provas e títulos e apresenta um conteúdo programático bastante amplo, o que exige muita dedicação dos candidatos.

Também é necessário ser bacharel em Direito e ter a experiência profissional exigida no edital. No começo da carreira, os juízes podem ganhar uma remuneração superior a R$ 28 mil. Sem dúvida, isso é um aspecto que atrai muitos candidatos para disputar os processos seletivos.

5. Desembargador

Um desembargador é um cargo no sistema judiciário em alguns países, como o Brasil, Portugal e outros países que seguem o sistema jurídico da civil law. Geralmente, um desembargador é um juiz que atua em tribunais de segunda instância, responsáveis por julgar recursos interpostos contra as decisões dos tribunais de primeira instância.

Os desembargadores são responsáveis por analisar e revisar os casos que chegam a seus tribunais. Eles revisam as decisões tomadas pelos juízes de primeira instância, examinando os argumentos apresentados pelas partes, revisando as provas e aplicando a legislação pertinente ao caso em questão.

Os desembargadores geralmente trabalham em painéis, ou colegiados, compostos por três ou mais juízes. Eles discutem os casos, trocam opiniões e votam para tomar uma decisão final. Essas decisões podem confirmar, modificar ou anular as decisões tomadas pelos tribunais inferiores.

Em alguns sistemas judiciários, o cargo de desembargador é vitalício, enquanto em outros países eles podem ter mandatos limitados. Além disso, existem variações nas nomenclaturas e na estrutura dos tribunais de segunda instância em diferentes sistemas legais, mas, em geral, os desembargadores ocupam uma posição de destaque no sistema judicial e são responsáveis por garantir a justiça e a aplicação correta da lei.

Ao contrário de outras funções no Judiciário, os desembargadores não entram por concurso público. Eles são escolhidos pelo governador ou presidente da República após o recebimento de uma lista de nomes formulada pela OAB ou pelo Ministério Público.

Para exercer esse cargo, é necessário ter, pelo menos, 10 anos de experiência em Direito. O salário inicial é superior a R$ 30 mil. Há também as bonificações que contribuem para elevar a remuneração.

6. Delegado

Delegado de Polícia é um cargo ocupado por um profissional que exerce autoridade e responsabilidade na condução e supervisão de investigações criminais. O termo “delegado” é comumente utilizado em países de língua portuguesa, como Brasil e Portugal.

O Delegado de Polícia é um membro da carreira policial, geralmente em nível superior, que desempenha um papel fundamental na administração da justiça e na manutenção da ordem pública. Suas principais atribuições incluem a instauração e condução de inquéritos policiais, a realização de diligências, a coleta de provas e depoimentos, a prisão de suspeitos, a elaboração de relatórios e a tomada de decisões sobre o encaminhamento dos casos ao sistema judiciário.

Além disso, o Delegado de Polícia pode atuar em diversas áreas especializadas, como crimes contra a pessoa, crimes contra o patrimônio, crimes cibernéticos, tráfico de drogas, entre outros. Também é responsável por coordenar equipes de investigação, supervisionar o trabalho dos agentes policiais e interagir com outras instituições, como o Ministério Público e o Poder Judiciário.

O Delegado de Polícia possui autonomia funcional e pode tomar decisões independentes no exercício de suas atribuições, dentro dos limites estabelecidos pela lei. Sua atuação é fundamental para a promoção da segurança pública e para o combate à criminalidade, visando a proteção da sociedade e a garantia dos direitos individuais.

O delegado da Polícia Civil é uma das carreiras no Direito mais concorridas. É recomendado ter um alto nível de conhecimento em Direito Penal, porque os trabalhos abrangem a investigação de crimes.

Somente ocupam essa função os aprovados em concurso público que são bacharéis em Direito e têm, no mínimo, 3 anos de experiência profissional na área. É um processo seletivo bastante concorrido e exige muita disciplina para obter a aprovação. Dependendo da região do Brasil, o salário inicial supera R$ 15 mil.

7. Advogado da União

O Advogado da União é um cargo exercido por um advogado público no Brasil, que atua como representante jurídico da União Federal. Essa função é desempenhada pela Advocacia-Geral da União (AGU), uma instituição responsável pela defesa dos interesses legais do governo federal.

O Advogado da União é responsável por defender os interesses da União Federal em questões jurídicas, tanto administrativas quanto judiciais. Isso inclui representar o governo em processos judiciais, elaborar pareceres, emitir orientações jurídicas, negociar acordos e atuar na defesa dos atos e políticas públicas adotadas pelo governo federal.

A AGU é a instituição responsável por assessorar o Poder Executivo em assuntos jurídicos e prestar consultoria jurídica aos órgãos do governo federal. O Advogado da União exerce um papel fundamental nesse contexto, atuando na defesa dos interesses do Estado brasileiro.

Além disso, o Advogado da União também pode ser responsável por representar a União em casos de litígios envolvendo empresas estatais, autarquias, fundações públicas e outras entidades vinculadas à administração pública federal.

Em resumo, o Advogado da União é o profissional responsável por representar juridicamente a União Federal e atuar na defesa de seus interesses, desempenhando um papel fundamental na garantia da legalidade e na proteção dos interesses do Estado brasileiro.

Esse profissional tem como função assessorar judicialmente os órgãos federais. Esse cargo pode ser exercido por aprovados em concurso público de provas e títulos.

Também é necessário ser bacharel em Direito, ter inscrição na OAB e comprovar experiência profissional na área jurídica por, pelo menos, 2 anos. A remuneração inicial é maior que R$ 17 mil, o que tem chamado bastante a atenção de muitos concurseiros.

8. Delegado da Polícia Federal

Essa é uma das carreiras no Direito com mais projeção nos últimos anos por causa da Operação Lava Jato. O cargo tem como atribuições a investigação e a efetivação de medidas de segurança, além do planejamento e execução de atividades sigilosas.

É necessário participar de um concurso público com diversas etapas para ser delegado da Polícia Federal. Apenas podem disputá-lo os formados em Direito. O salário inicial ultrapassa R$ 17 mil.

 9. Direito do entretenimento

Faz parte das carreiras no Direito mais promissoras e atraentes para os novos profissionais. O trabalho tem como foco regulamentar grandes eventos (festivais, shows etc.). Além disso, é necessário elaborar licenças e contratos de artistas para participar dessas atividades. Outra atribuição é atuar no segmento de direitos autorais e liberdade de expressão, o que exige muita responsabilidade.

Por não ter muitos profissionais no Brasil, é uma área que pode absorver com mais facilidade os recém-formados. Em um cenário de escassez de vagas no mercado de trabalho, o Direito do entretenimento pode ser uma boa alternativa. No começo de carreira, o salário pode superar R$ 10 mil.

 10. Advogado Civel

Um advogado civil é um profissional do direito especializado em questões relacionadas ao direito civil. O direito civil abrange uma ampla gama de assuntos, incluindo contratos, responsabilidade civil, direitos de propriedade, sucessões, família, obrigações e outros aspectos legais que envolvem relações e disputas entre indivíduos, empresas e entidades.

A função principal de um advogado civil é fornecer orientação legal e representação a clientes envolvidos em litígios ou questões civis. Eles podem atuar tanto no âmbito consultivo, fornecendo aconselhamento jurídico preventivo e elaborando contratos e outros documentos legais, quanto no âmbito contencioso, representando os clientes em processos judiciais perante tribunais civis.

As responsabilidades de um advogado civil podem incluir a análise de casos, pesquisa jurídica, elaboração de petições e recursos, negociação de acordos, comparecimento a audiências e julgamentos, bem como a defesa dos interesses dos clientes perante as autoridades judiciais.

Além disso, um advogado civil pode ser responsável por assessorar seus clientes sobre seus direitos e obrigações legais, explicar os procedimentos legais envolvidos em um caso, ajudar na resolução alternativa de disputas, como a mediação ou arbitragem, e buscar soluções favoráveis aos interesses de seus clientes.

Em resumo, um advogado civil é um profissional jurídico especializado em direito civil, fornecendo representação legal e aconselhamento em questões relacionadas a relações civis e disputas, visando proteger os interesses e direitos de seus clientes.

VAGAS DE EMPREGO:

261 vagas de emprego de Advogado Cível – Catho

https://www.catho.com.br › vagas › advogado-civel

Procurando vagas de Advogado civel? Aqui na Catho você encontra + 200 vagas disponíveis em todo o Brasil. Experimente grátis!

O salário médio de um advogado civil pode variar dependendo de vários fatores, incluindo a localização geográfica, o nível de experiência, o tamanho do escritório de advocacia e o setor em que o advogado atua.

No Brasil, de acordo com dados de 2021, o salário médio de um advogado civil varia amplamente, podendo ser encontrado em uma faixa de aproximadamente R$ 3.000 a R$ 20.000 por mês. É importante destacar que esses valores são apenas uma média e que há advogados civis que ganham acima e abaixo desses números.

Além disso, é válido ressaltar que advogados que trabalham de forma autônoma podem ter uma variação maior em seus ganhos, pois eles dependem diretamente da quantidade de clientes e casos que conseguem captar.

Por fim, é sempre importante fazer uma pesquisa mais atualizada sobre o salário médio de um advogado civil na sua região específica, levando em consideração os fatores mencionados anteriormente, para obter uma estimativa mais precisa.

Salário de um Advogado por especialidade

EspecialidadeSalário médio
Advogado (Direito Penal)R$ 9.972,78
Advogado (Areas Especiais)R$ 9.542,59
Advogado (Direito Publico)R$ 9.001,79
Advogado (Direito Civil)R$ 8.470,39

11. Advogado (Direito Penal)

Um advogado especializado em direito penal é um profissional jurídico que se dedica ao estudo, interpretação e aplicação das leis que regulamentam o sistema penal em um determinado país. O direito penal abrange as normas legais que definem os crimes e estabelecem as penalidades correspondentes, bem como os procedimentos judiciais e as garantias processuais aplicáveis a casos criminais.

O papel do advogado de direito penal é representar e defender os interesses de seus clientes em processos criminais. Isso envolve aconselhar o cliente sobre seus direitos, elaborar estratégias de defesa, revisar as provas e evidências apresentadas pelo Ministério Público, conduzir negociações com o promotor de justiça, apresentar argumentos em audiências e representar o cliente em julgamentos.

O advogado de direito penal também pode prestar assistência legal durante as fases de investigação e pré-julgamento, participando de interrogatórios, oferecendo orientação sobre a colaboração com as autoridades e protegendo os direitos do cliente em todas as etapas do processo criminal.

Além disso, o advogado de direito penal pode atuar na defesa de pessoas acusadas de cometer crimes, buscando a absolvição do cliente ou a aplicação de penas mais brandas. Também é responsabilidade do advogado garantir que os direitos fundamentais do acusado sejam respeitados, como o direito ao devido processo legal, à ampla defesa, ao contraditório e à presunção de inocência.

É importante ressaltar que essa definição pode variar de acordo com o país, pois cada sistema jurídico tem suas particularidades e especificidades em relação ao direito penal.

23 vagas de Direito Penal em: Brasil (1 nova(s)) – Linkedin

linkedin.comhttps://br.linkedin.com › jobs › direito-penal-vagas

23 vagas de Direito Penal em: Brasil (1 nova) · Advogado Criminalista · Advogado Criminalista · Advogado Pl (Contencioso) – São Paulo/SP · Advogado Criminalista

De acordo com a plataforma vagas.com, no início da sua carreira, o advogado criminalista pode ganhar, em estimativa, o valor de R$ 2.636,00, e, posteriormente, pode vir a ganhar até R$ 5.934,00. Assim, a média salarial para a ocupação de Advogado Criminalista no Brasil é de R$ 3.516,00.

 12. Advogado Trabalhista

Um Advogado Trabalhista é um profissional do direito especializado em questões relacionadas ao Direito do Trabalho. Sua principal função é representar e prestar assistência jurídica aos trabalhadores ou empregadores em assuntos relacionados às relações de trabalho, tais como contratos de trabalho, direitos e deveres dos empregados e empregadores, salários, benefícios, demissões, assédio no local de trabalho, entre outros.

O Advogado Trabalhista pode atuar tanto na esfera consultiva, orientando e assessorando seus clientes na elaboração de contratos, negociações coletivas, políticas de recursos humanos e conformidade legal, quanto na esfera contenciosa, representando seus clientes em processos judiciais ou administrativos envolvendo questões trabalhistas.

Além disso, o Advogado Trabalhista pode também atuar na resolução de conflitos trabalhistas por meio de mediação, conciliação ou arbitragem, buscando soluções extrajudiciais para as questões trabalhistas.

É importante ressaltar que as atribuições e responsabilidades do Advogado Trabalhista podem variar de acordo com a legislação de cada país, uma vez que o Direito do Trabalho é regulado por normas específicas de cada jurisdição.

Advogado Trabalhista, é necessário ter um conjunto de habilidades e estratégias eficazes. Aqui estão algumas etapas importantes para alcançar o sucesso nessa área:

  1. Educação e qualificação: Concluir a faculdade de Direito e obter um diploma é o primeiro passo para se tornar um advogado. Em seguida, é necessário ser aprovado no exame da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) para obter a licença profissional.
  2. Especialização em Direito Trabalhista: Buscar conhecimento e aprimoramento contínuo na área trabalhista é essencial para se destacar como Advogado Trabalhista. Participar de cursos de pós-graduação, workshops e seminários específicos sobre Direito do Trabalho pode ampliar sua expertise nessa área.
  3. Experiência prática: Adquirir experiência prática é fundamental para se tornar um advogado bem-sucedido. Inicialmente, pode ser útil trabalhar em um escritório de advocacia que lida com casos trabalhistas, onde você pode aprender com advogados mais experientes. À medida que ganha experiência, é possível trabalhar de forma independente e desenvolver sua própria carteira de clientes.
  4. Construção de uma reputação sólida: A reputação é crucial para o sucesso de um advogado. Prestar um serviço de qualidade, ser ético e manter a confidencialidade das informações dos clientes são aspectos importantes para construir uma boa reputação profissional. Clientes satisfeitos podem indicar seus serviços para outras pessoas, o que pode resultar em novos casos e oportunidades.
  5. Networking: Construir uma rede de contatos na área jurídica é fundamental para expandir sua base de clientes. Participe de eventos, conferências e associações relacionadas ao Direito do Trabalho para conhecer outros profissionais e potenciais clientes.
  6. Marketing pessoal: Promover seus serviços de forma eficaz é essencial para atrair novos clientes. Tenha um bom website, utilize as mídias sociais para compartilhar informações relevantes sobre o Direito do Trabalho e seus casos de sucesso, e esteja disponível para oferecer palestras ou workshops para empresas e sindicatos.
  7. Aperfeiçoamento constante: O Direito é uma área em constante evolução, por isso é importante manter-se atualizado sobre as leis e regulamentos trabalhistas. Invista em educação continuada, leia publicações especializadas e acompanhe as mudanças legislativas para oferecer o melhor serviço aos seus clientes.

Lembre-se de que o sucesso como Advogado Trabalhista leva tempo e dedicação. É importante trabalhar arduamente, oferecer um excelente serviço aos clientes e manter-se atualizado sobre as mudanças na legislação para construir uma carreira sólida nessa área.

HONORÁRIOS DE ADVOGADO TRABALHISTA:

Os honorários de um advogado trabalhista podem variar dependendo de vários fatores, incluindo a complexidade do caso, a experiência do advogado, a região em que o serviço é prestado e até mesmo a reputação do profissional. Geralmente, os advogados trabalhistas adotam uma das seguintes formas de cobrança:

  1. Honorários fixos: Nesse caso, o advogado e o cliente acordam um valor fixo para o serviço prestado. Esse valor pode ser pago de uma só vez ou dividido em parcelas de acordo com o andamento do caso.
  2. Honorários por hora: Nesse modelo, o advogado trabalhista cobra por hora de trabalho dedicada ao caso. Um valor é estabelecido por hora e o cliente é cobrado com base no tempo efetivamente despendido pelo advogado na resolução do problema.
  3. Honorários por êxito: Essa forma de cobrança envolve o pagamento de uma porcentagem sobre o valor total da causa ou sobre o benefício obtido pelo cliente. É comum em casos em que há a possibilidade de uma indenização ou compensação financeira.

É importante ressaltar que os honorários advocatícios são negociáveis entre o advogado e o cliente, e é recomendado discutir e estabelecer os valores e as condições de pagamento de forma clara e transparente antes de iniciar qualquer trabalho jurídico. Além disso, é aconselhável solicitar um contrato de prestação de serviços, onde os detalhes do acordo sejam documentados para evitar mal-entendidos futuros.

A mais recente reforma trabalhista (Lei 13.467/17) inseriu na CLT dispositivo pelo qual ao advogado vencedor serão devidos honorários de sucumbência, de 5% até 15% sobre o valor que resultar da liquidação da sentença, do proveito econômico obtido ou, não existindo alternativa, sobre o valor atualizado da causa.

O que você pode fazer com um diploma em estudos jurídicos nos EUA?

Embora as habilidades que você aprendeu em seu programa de graduação sejam altamente aplicáveis, essas carreiras são escolhas naturais para cursos jurídicos.

#1: Policial

Os policiais com um diploma de estudos jurídicos chegam à profissão com um domínio excepcional sobre direitos civis e criminais, proteções constitucionais, investigações criminais e coleta de evidências adequadas.

Trabalhos de policiamento estão disponíveis na cidade, condado, estado e níveis federais. Os empregos de nível básico tendem a incluir funções de patrulha de rotina, enquanto os trabalhos avançados incluem trabalho de detetive e gerenciamento departamental.

Salário médio nos EUA: $ 59.632

Nº 2: Paralegal

Os paralegais provavelmente se beneficiam de um diploma de estudos jurídicos mais do que de qualquer outra profissão, pois normalmente atuam como o braço direito dos advogados.

Um diploma de estudos jurídicos fornecerá uma compreensão extraordinária das regras e costumes processuais, do processo de descoberta e da preparação e apresentação do julgamento.

Os trabalhos de nível básico podem se concentrar em tarefas administrativas, como revisão de documentos e calendário, enquanto paralegais mais avançados podem atuar como parte integrante de uma equipe de julgamento. Os paralegais também podem trabalhar como freelancers ou contratados.

Em alguns estados, os paralegais têm permissão para praticar o direito substantivo em áreas de atuação limitadas, como direito de família ou direito do proprietário-inquilino.

Salário médio nos EUA: $ 56.444

#3: Corretor de imóveis

Agentes imobiliários facilitam a compra e venda de imóveis, incluindo propriedades residenciais, comerciais e não desenvolvidas.

Embora você não precise obter um diploma para se tornar um corretor de imóveis, um diploma de estudos jurídicos prepara os agentes imobiliários para negociações e execução de contratos, análise de leis de zoneamento e outros regulamentos locais, bem como para questões mais esotéricas, como como disputas de linha de propriedade e omissões fraudulentas.

Ter um diploma de estudos jurídicos é especialmente benéfico para aqueles que desejam seguir uma especialidade, como vendas a descoberto ou tipos específicos de propriedades comerciais.

Salário médio nos EUA: $ 95.015

#4: Assistente Legislativo

Os assistentes legislativos auxiliam os legisladores estaduais e federais em suas responsabilidades diárias. Os deveres podem incluir pesquisa jurídica e elaboração de memorandos sobre propostas de leis, políticas e cargos.

É provável que um assistente iniciante trabalhe em tarefas administrativas, como agendamento, enquanto auxiliares legislativos experientes podem desempenhar um papel crítico na análise de políticas.

Salário médio nos EUA: $ 49.521

Nº 5: Ajustador de sinistros

Como funcionários de companhias de seguros, os reguladores de sinistros se beneficiarão principalmente da ampla compreensão de contratos e delitos que recebem como parte de seu diploma de estudos jurídicos.

Os reguladores de sinistros avaliam os sinistros feitos às seguradoras, inspecionam danos à propriedade (ou outra documentação de um sinistro) e tomam decisões sobre quanto a seguradora pagará por cada sinistro.

Os trabalhos de nível de entrada envolvem decisões de reivindicação simples, como decidir sobre pagamentos com base em códigos de diagnóstico. Cargos mais seniores envolvem inspeção, análise e tomada de decisões sobre grandes sinistros, como incêndios em prédios ou danos resultantes de desastres naturais.

Salário médio nos EUA: $ 58.814

Nº 6: Analista de segurança cibernética

Um diploma de estudos jurídicos ajudará um analista de segurança cibernética iniciante a entender conceitos críticos como leis de privacidade e crimes de colarinho branco.

Os empregos nesse setor variam de trabalhar no departamento de TI de grandes empresas a trabalhar em uma capacidade investigativa em coisas como falsificação, lavagem de dinheiro e tráfico de pessoas pela dark web.

Salário médio nos EUA: $ 89.579

Nº 7: Diretor de compliance corporativo

Um diploma de estudos jurídicos ajudará um oficial de conformidade corporativa a ler e entender como as leis são aplicadas na prática às indústrias.

Os diretores de conformidade corporativa são responsáveis ​​por manter-se atualizados sobre todas as leis que afetam a empresa para a qual trabalham e ajudar a orientar as políticas da empresa para que cumpram as leis aplicáveis.

Salário médio nos EUA: $ 89.900

#8: Criminalista

A maioria dos criminalistas precisará de algum tipo de diploma em ciência ou tecnologia da informação em combinação com seus cursos de estudos jurídicos.

Os criminalistas desempenham funções investigativas essenciais para a aplicação da lei. Isso inclui coisas como análise de respingos de sangue e computação forense. Criminalistas seniores são freqüentemente chamados para testemunhar em julgamentos.

Seu diploma de estudos jurídicos será mais útil para conceitos como coleta e preservação de evidências.

Salário médio nos EUA: $ 68.403

Nº 9: Bibliotecário jurídico

Como o título sugere, os bibliotecários jurídicos são responsáveis ​​pela manutenção das bibliotecas jurídicas.

Sua educação em estudos jurídicos irá prepará-los para uma das principais funções do trabalho – auxiliar advogados com questões complexas de pesquisa jurídica.

Os bibliotecários jurídicos seniores são mais propensos a assumir cargos de gerenciamento e supervisão, enquanto os bibliotecários juniores realizam grande parte da pesquisa.

Salário médio nos EUA: $ 65.209

Nº 10: Caçador de recompensas

Caçadores de recompensas são cidadãos privados que ajudam a aplicação da lei capturando pessoas que fugiram sob fiança.

Embora os caçadores de recompensas não estejam sujeitos às mesmas restrições legais que os policiais, seu trabalho ainda é afetado por várias leis e regulamentos. Um diploma de estudos jurídicos pode ajudar a navegar nesse complexo cenário regulatório.

Os caçadores de recompensas trabalham lado a lado com a polícia e os tribunais e, portanto, precisam de uma sólida compreensão do direito penal que um programa de estudos jurídicos pode fornecer.

Salário médio nos EUA: $ 94.000

Para que mais serve um diploma de estudos jurídicos?

Quando se trata de oportunidades de carreira para pessoas com diploma de estudos jurídicos, esses 10 empregos são apenas a ponta do iceberg.

Na verdade, um conhecimento básico de direito é útil em quase qualquer setor, o que torna os estudos jurídicos um dos cursos de graduação mais práticos que existem. Suas habilidades são altamente transferíveis e oferecem uma vantagem para qualquer tipo de trabalho que envolva redação, pesquisa e pensamento crítico.

Se você deseja obter um diploma jurídico avançado, vá em frente! É uma boa ideia verificar com os programas de pós-graduação nos quais você está interessado para descobrir que tipo de experiência e cursos de graduação têm maior probabilidade de ajudá-lo a ser aceito.

Tags:, , , , , ,

Deixe um comentário